Incentivos

Internacionalização via E-commerce

Incentivo Internacionalização via E-Commerce

O apoio à internacionalização via e-commerce do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) tem como objetivo ajudar as empresas a melhorar a presença online, aumentar as vendas internacionais e expandir os negócios para novos mercados.

Estas medidas de apoio podem ajudar as empresas a alcançar novos clientes em todo o mundo, aumentar a visibilidade da marca, melhorar a eficiência operacional e, por fim, expandir os negócios, quer se trate de uma nova exportadora ou uma PME que já tenha experiência internacional, apoiando as despesas com uma taxa de 50% a fundo perdido.

São elegíveis no âmbito do presente Aviso as PME, de qualquer natureza ou sob qualquer forma jurídica.

  •  50% a fundo perdido.
Estabelecem-se como limiares mínimos e máximos de despesa elegível:
 
  • 10.000 € e 25.000 €, para projetos enquadrados na tipologia “Novas Exportadoras”;
  • 25.000 € e 85.000 €, para projetos enquadrados na tipologia “Mais Mercados”.
  • São elegíveis as despesas assumidas a partir da data da submissão da candidatura, não podendo o projeto estar iniciado à data de apresentação da mesma.
     
    1. As aquisições de equipamentos e software diretamente relacionados com a implementação do projeto.
    2. As despesas relacionadas com a aquisição de serviços a terceiros relativas a:
    • Desenho e implementação de estratégias aplicadas a canais digitais para gestão de mercados, canais, produtos ou segmentos de cliente;
    • User-Centered Design (UX): desenho, implementação e otimização de estratégias digitais centradas na experiência do cliente que maximizem a respetiva atração, interação e conversão;
    • Desenho, implementação, otimização de plataformas de Web Content Management (WCM), Campaign Management, Customer Relationship Management (CRM) e E-commerce;
    • Criação de lojas próprias online, inscrição e otimização da presença em marketplaces eletrónicos, incluindo despesas de subscrição e fees de adesão durante o período de execução do projeto;
    • Search Engine Optimization (SEO) e Search Engine Advertising (SEA): melhoria da presença e ranking dos sítios de comércio eletrónico nos resultados da pesquisa, em motores de busca, por palavras-chave relevantes para a notoriedade e tráfego de cada sítio;
    • Social Media Marketing: Desenho, implementação e otimização da presença e interação com clientes via redes sociais;
    • Content Marketing: criação e distribuição de conteúdos digitais (texto curto, texto longo, imagens, animações ou vídeos) dirigidos a captar a atenção e atrair os clientes-alvo para as ofertas comercializadas pela empresa;
    • Display Advertising: colocação de anúncios à oferta da empresa em sítios de terceiros, incluindo páginas de resultados de motor de busca;
    • Mobile Marketing: tradução das estratégias inscritas nos pontos anteriores para visualização e interação de clientes em dispositivos móveis, nomeadamente smartphones e tablets;
    • Business Inteligence e Web Analytics: recolha, tratamento, análise e visualização de grandes volumes de dados gerados a partir da navegação e interação de clientes em ambiente digital por forma a identificar padrões, correlações e conhecimento relevante que robusteçam os processos de gestão e tomada de decisão.
    1. Custos com pessoal técnico diretamente afeto à implementação do projeto, devendo ser evidenciadas as competências/valências em e-commerce e marketing digital e corresponder a um nível mínimo de qualificação VI (QNQ).

Todas as regiões NUTS II do Continente (Norte, Centro, Lisboa, Alentejo e Algarve), incluindo Madeira e Açores.

  1. Situação líquida positiva 2023
  • O beneficiário final deverá possuir situação líquida positiva no exercício fiscal completo anterior ao ano da candidatura, sendo obrigatória a submissão da Informação Empresarial Simplificada (IES) relativa a esse ano;
  1. Demonstrar capacidade de financiamento;
  2. Diagnóstico de e-commerce
  • Diagnóstico realizado previamente, avaliado pelo AICEP, e com pontuação mínima superior a 20 pontos.
“Mais Mercados”
Enquadrará os projetos de Internacionalização promovidos pelas PME que demonstram melhores condições para promover o alargamento e a diversificação de mercados de exportação através de canais digitais, traduzidas numa pontuação final igual ou superior a 75 pontos obtida no resultado do Diagnóstico E-commerce realizado.
“Novas Exportadoras”
Enquadrará os projetos de Internacionalização promovidos pelas PME que tenham obtido uma pontuação final igual ou superior a 20 pontos e inferior a 75 pontos no resultado do Diagnóstico E-commerce realizado.

Os projetos têm uma duração máxima de doze meses a contar da data de assinatura do Termo de Aceitação.
A execução dos projetos deverá iniciar-se no prazo máximo de seis meses após a comunicação da decisão de concessão do apoio.

Abertura de candidaturas prevista para setembro de 2024.

    Pretende saber se o seu negócio é elegível?

    Contacto

    Empresa

    VN do Ano Anterior *
    Qual a % aproximada das exportações no VN? *
    1
    miniatura

    Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Sed imperdiet libero id nisi euismod, sed porta est consectetur. Vestibulum auctor felis eget orci semr vestibulum. Pellentesque ultricies nibh gravida, accumsan libero luctus, molestie nunc. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

    Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Sed imperdiet libero id nisi euismod, sed porta est consectetur. Vestibulum auctor felis eget orci semr vestibulum. Pellentesque ultricies nibh gravida, accumsan libero luctus, molestie nunc. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

    Pretende mais esclarecimentos ou pretende agendar uma reunião?


    Fazemos um enquadramento do seu projeto de forma gratuita e sem compromisso!

    Call Us Now

    800 123 4567

    Send An Email

    [email protected]